12 fevereiro, 2018

Sobre se sentir completo


Sobre se sentir completo. Bem, eu estou quase lá. Ainda não encontrei tudo que me completa, e ainda não sei o que pode me completar. Porém uma grande parte de mim está cheia, e completamente feliz. Acho que não tem sensação melhor na vida do que se sentir feliz com o que você realiza. Eu estou feliz pelas minhas conquistas, pela minha vida, pelo meu trabalho, eu estou feliz. E fazia muito tempo que eu não sentia isso. Posso até dizer que em anos eu não sentia essa felicidade que sinto agora, eram somente devaneios da felicidade. E, como eu disse, que eu estou quase completo e me sinto bem assim, imagina quando eu estiver totalmente completo.

Eu queria poder escrever sobre tudo o que eu passei para chegar aqui, mas me custaria muito. Poderia gravar vídeos, gravar um áudio, conversar, mas é muita coisa. A felicidade não chega simplesmente do nada, ela é toda trabalhada, toda desenvolvida. Como já dito, nós temos o devaneio da felicidade completa, e acho que são eles que nos fazem ir atrás da totalidade da mesma. E isso é de extrema importância.

Mas quero avisar, e falar, que não importa a situação que você se encontra agora, você pode estar totalmente cheio de felicidade, ou nem ter um pouco dela. Mas isso são fases, e as vezes a felicidade sai e depois volta. Por isso, acredito eu, que não podemos se sentir completo, porque se eu chegar lá, como eu desejo, minha vida não vai ter mais sentido.

O sentido da vida é sentir essa montanha russa de emoções, as vezes se sentir extremamente feliz e depois ir para o contrário. Pois bem, termino este texto não mais desejando ser completo de felicidade, mas sim ter ela por boa parte da minha vida. E espero que você possa se sentir assim também.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Totalmente Jovem | Blog sobre livros, séries, músicas e entretenimento © 2014-, Todos os direitos reservados. Design por Sadaf F K / Edson Lopes