31 outubro, 2017

Quero matar o prefeito, Durval Augusto Jr.


Sinopse: Em "Quero matar o prefeito", o cômico, o dramático e até mesmo o trágico se entrelaçam nas trinta narrativas desse novo livro de contos de Durval Augusto Jr. Forma-se, assim, o amálgama cujo escopo é, em última análise, iluminar os escuros da alma humana. A obra está dividida em duas partes. Na primeira predomina a comicidade, ainda que temperada aqui e ali com a necessária pimenta de momentos dramáticos. Na segunda, apaga-se o riso que até então iluminava o semblante do leitor. Aqui se depara o homem com sua fragilidade, sua impotência diante dos desmandos do destino. A delicadeza de um amor prolongando milagrosamente uma vida; a humilhação pública infligida a um casal adúltero; a insensatez de um amor absurdo levando um personagem à loucura; o desespero de um homem de bem que corre nu pelas ruas; a ingênua e súbita amizade entre um ancião e um coelho. E muito mais.

 GÊNERO: Ficção Brasileira, Contos | ANO: 2017 | EDITORA SCORTECCI | PÁGINAS: 130 | NOTA: 5/5

Neste livro pude ver bastante que em cada conto a história se diferenciava. O que é muito bom, já que livros de contos tendem a sempre ter o mesmo enredo. Porém uma coisa me deixou interessado, em todas as histórias pude perceber que se passavam em uma cidade pequena, interior, as pessoas simples, sempre tendo isto como parte da história. O que deixou o livro muito mais autoral, pois o autor soube retratar muito bem este estilo de vida.

Outra coisa que me deixou muito intrigado, pois nunca tinha visto, é que o livro é dividido em duas partes. Os contos da primeira parte são todos cômicos, que me tiraram algumas risadas. E a segunda parte tem a morte como protagonista nos contos. E novamente o autor fez com que isso, mesmo sabendo o elemento principal do conto,  não deixasse o mesmo virar clichê e cansativo.

Ele soube muito bem contar as histórias, os contos foram maravilhosos, e o meu preferido foi "A menina e as bananas", que mesmo eu sabendo o elemento que viria a tona na história eu me surpreendi com o desenrolar dela. Recomendo muito este livro, são contos ótimos para ler durante uma viagem no ônibus, antes de dormir, ou numa tarde bem calma. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Totalmente Jovem | De arte, livros até reflexões © 2014-, Todos os direitos reservados. Design por Sadaf F K / Edson Lopes