21 novembro, 2016

A melhor saideira!


Olha que coisa estranho, estamos aqui novamente. Eu não esperava que isso fosse acontecer. Existe tantos motivos, dos quais eu me recordo bem, para a gente ter essa conversa! Sinceramente, eu não queria ter te encontrado aqui, neste restaurante, nesse bairro, no meio dessa gente, com esse garçom perguntando o que vamos pedir. Eu queria algo mais normal, algo mais pessoal, algo que me deixaria mais próximo de você, e não estar aqui com vários ouvidos escutando a nossa história. Mas para que reclamar do que está acontecendo, não podemos mudar o passado, o presente estamos vivendo, e o futuro é imprevisível, então vamos viver e encarar o que temos que encarar!

Depois de muito tempo pensando sobre isso, eu resolvi te ligar, eu até ia te chamar para ir lá em casa, mas como você gosta de restaurantes mais "chiques" resolvi escolher esse para nós conversarmos. Já tentei escrever num papel tudo o que eu queria te falar, já tentei decorar o que eu escrevi, e olha, eu escrevi várias vezes. Porém nada sai do jeito que eu quero, eu simplesmente quero ser real com você e demonstrar o que eu quero.

Eu não aguento mais, logo depois que eu pedi um tempo, eu vivi os melhores momentos da minha vida, faziam 8 anos que estávamos juntos e o que eu sempre via quando acordava, chegava em casa, ia assistir um filme, e dormir, era você e seus pedidos impossíveis e o seu prazer em usufruir de mim. Mas a gente cansa, e eu cansei, porém eu aguentei muito tempo.

Eu não aguento mais suas manias estranhas, não estou falando de um jeito fofo e sim de um jeito ruim. Você não gosta de restaurantes baratos, você odeia sair com a minha família, você não aguenta meus amigos, você não gosta das músicas que eu escuto, das roupas que eu uso, das palavras e gírias que fazem parte do meu vocabulário. Você quer ter o SEU namorado perfeito, você quer ter um cachorro, um robô que faça tudo o que você queira sem reclamar. Mas olha que interessante, eu não sou nem um dos dois!

Então por isso eu resolvi acabar com tudo. Não tem para onde ir, não tem como continuar. Te desejo tudo de bom, e que você encontre uma pessoa bem parecida com você, para conseguir aturar o que eu tive que aturar. Pois eu nunca mais vou parar de conversar com meus amigos, com a minha família, mudar coisas da minha vida, por causa de alguém que fala que me "ama". Agora eu estou livre e muito melhor que antes. Ah, e também não posso esquecer que nem o sabor do meu suco preferido você gostava, mas que pena né... Garçom, me traz um suco de laranja com cenoura porque essa é a saideira mais gostosa que eu vou tomar na minha vida!

Crônica por Edson Lopes

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Totalmente Jovem | Blog sobre livros, séries, músicas e entretenimento © 2014-, Todos os direitos reservados. Design por Sadaf F K / Edson Lopes