05 setembro, 2015

[Resenha] Longas cartas para nínguém


Tudo bem gente? Espero que sim, hoje eu trago uma resenha aqui no blog de um livro que eu emprestei da minha escola. É muito difícil eu gostar de um livro emprestado da escola, mas esse me cativou e eu já conto para vocês o por que. Vamos ver sobre a história do livro.

O livro conta a história de um grupo de amigos (a tribo, é como eles chamam o grupo deles) que vivem aventuras, procurando o melhor para a vida. Eles sempre querem descobrir coisas novas e novos mundos. Cada pessoa do grupo tem seu jeito de ser. Uma das regras do grupo é não se intrometer na vida do outro, por que cada um tem que cuidar da sua, e cada um faz o que quer!

As pessoas que fazem parte do grupo são: Fabrício, Leandro, Rodrigo, Lilo, Suzana, Guilherme, Letícia, Juninho, cada pessoa com sua característica que demonstra quem ela é. 



Esse grupo tinha um vinculo muito grande, eles não precisaram de pactos de sangue, nem nada do tipo, para saber que eles estavam juntos por laços que ninguém via somente eles.

Mas depois de uma noite de bebedeira, Fabrício leva todos para casa, principalmente Rodrigo que estava bêbado, e não falava coisa com coisa. Depois de dormir, no outro dia ele recebe um telefone de alguém do grupo...



Uma pessoa do grupo se suicidou! Quem será que foi?. Logo após o telefonema, Fabrício e os outros participantes do grupo passam por um período aonde eles questionam a morte e a vida, e por que aquela pessoa morreu, e no final ele e o grupinho escolhe um caminho, sendo ele o mais difícil para eles!


Depois de falar sobre a história do livro, agora eu vou falar um pouco sobre o que eu achei sobre o livro. Primeiro, eu achei o livro muito bom, sem dúvidas nenhumas. O tema que o livro aborda na idades dos personagens é extremamente conveniente, pois nós temos casos de vários jovens que se suicidam. O livro aborta a morte e a vida em uma forma mais ou menos filosófica, aonde somente os pensamentos de Fabrício são levados em conta, aonde ele questiona tudo isso, e qual é a razão dele de viver ou morrer.

O livro pode parecer chato mais não é, a leitura flui bastante rápido, não tem muitas páginas, e trata de um assunto interessante. Como é da biblioteca pública da minha escola, acho que deve ter uma cópia na sua, se você se interessar pode pesquisar para comprar, mas eu dei sorte de encontrar ele na minha escola, li em um dia e quero reler ele. Acho que é isso, até a próxima resenha pessoal!

2 comentários:

  1. Eu tenho esse livro e é simplesmente incrível, pfv galerá leiam acredite n vão se arrepender

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente é extremamente incrível este livro! Obrigado por comentar Larissa! ^^

      Excluir

Totalmente Jovem © 2014-, Todos os direitos reservados. Design por Sadaf F K / Edson Lopes