02 abril, 2015

Dos olhos tão belos


Ah, como a minha alma vai andando por ai, sem direção para seguir, com o amor que me deixou. Nada mais quero, nada mais desejo, tudo que tinha agora é farelo no meu chão. 
Minhas lágrimas, são como as chuvas de verão, que caem tão forte que até me machucam mas do que estou. 
Um suspiro é o que eu faço, e dentro do meu quarto, a mente me transporta para um lugar que eu acho que é feliz. 

Mas esse lugar não existe, e mesmo se existisse não estaria aqui. 
Nada é tão bom quanto o amor daquela menina, que dança e me fascina com o seu dom. 
E o vento, o mesmo que espalha meus farelos, me tira do sério, e deixa eu num tom que não gostaria de ter. 
E agora eu não nego, aquela menina, dos olhos tão belos, me faz feliz, e sem ela, eu sou a unica folha de uma palmeira que uma brisa bate e cai no chão e se desintegra e volta para terra da onde veio, e da onde não deveria ter partido.


Me siga nas minhas redes sociais 


Se puder se inscreva no canal do blog



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Totalmente Jovem © 2014-, Todos os direitos reservados. Design por Sadaf F K / Edson Lopes