26 junho, 2014

Acreditar?



Pensando eu pudi lembrar das horas que passamos juntos, nos dias que vivemos, nas noites que nós íamos para as festas e sempre juntos. Sem nada entre nós, tínhamos uma relação perfeita sem nada para nos parar, sempre, sempre fazíamos as coisas sempre perguntando um para o outro se era a coisa certa, sem nunca fazer uma coisa sem perguntar. Nós eramos perfeitos, nunca brigamos, nunca arranjamos intrigas que pudessem nos fazer brigar. Uma relação com sinceridade e muito amor, mas bem isso era o que eu pensava.

Quando descobri aquilo eu não acreditei eu estava acabado, não pensava que aquilo iria vir de você, espera de qualquer pessoa tirando você. Como fui acreditar no seu jogo, como pude deixar você fazer isso comigo, e por que você fez isso? Eu queria saber o que te levou a isso! Você sempre falava de como eramos feito um para o outro e que nunca iria fazer uma coisa que poderia acabar com tudo isso. Eu vivi essa farsa como se fosse a parte mais feliz da minha vida. Você me fez acreditar em cada beijo que me dava, a cada sorriso que se abria quando escutávamos nossa música. Mas essa música nunca existiu, sempre foi uma coisa que você usava para me fazer acreditar.

Eu pensei que poderíamos estar felizes, casando, tendo filhos e ensinando eles de como amar uma pessoa tem que ser sempre com a sinceridade sem mentiras, sem nada. Mas como eu iria ensinar isso para nossos filhos se você fez tudo isso desabar. Eu te confiei meus maiores segredos, sempre te falei o que me deixava mal, e você com sua cara que me fazia acreditar que você estava preocupada. Você me contava mentiras e eu sem pensar acreditava. Como pode? E agora como estou? Não vivo mais, não amo, não sinto. Não tenho rasão para viver.

Mas eu sei que você foi uma coisa que aconteceu na minha vida, para me deixar mais acordado para a vida. Para que sempre eu tenha que confiar em alguém, eu pense em quem estou confiando. Você me deixou muito mal, mas vou passar por cima e vou conseguir alcançar meus objetivos. E você vai ficar ai numa parte que não quero mexer, e com isso eu digo. Não te amo mais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Totalmente Jovem © 2014-, Todos os direitos reservados. Design por Sadaf F K / Edson Lopes