22 setembro, 2017

Primeiras Impressões: O Trono dos Bruxos, de Wesley Mendonça


Gente, tenho algo muito importante para falar com vocês. O blog fechou outra parceria com uma editora, que desta vez é a Editora Sinna, e como parte da parceria vou ter a chance de ler os livros da editora e compartilhar a resenha com vocês.

E eu na busca de um livro para ler, encontrei o "O Trono dos Bruxos" do escritor Wesley Mendonça. De cara eu já gostei, porque livro que tem magia no meio eu já fico com vontade de ler. E este livro não foi diferente. Então para saber do que se tratava eu li a amostra grátis, que a Amazon nos dá, e vou dizer qual foi a minha primeira impressão. Porém, antes vou deixar a sinopse do livro para vocês ficarem mais a parte da história que ele conta.
Sinopse: "Não sei como este livro chegou às tuas mãos, mas, já que descobriu a verdade, a primeira coisa que precisa fazer é ficar atento ao que acontece à sua volta. Os perigos só aumentam quando tudo é revelado. 
Há um mundo das sombras escondido dos olhos humanos. Os planetas do sistema solar não existem por mera coincidência. Você não é humano. Apenas não sabe que foi retirado do seu mundo natal quando era um bebê. 
Grace também pensava que era humana. Como você. Mas, na adolescência, descobriu ser integrante de uma importante família de feiticeiros: os Kavoristy. 
E ser uma Kavoristy significa ter que matar todos os seus familiares antes de ser morta por eles. Grace e seu irmão Davy passarão por grandes desafios na tentativa de sobreviverem ao destino que os espera, e os navulos não facilitarão para eles."                 
Eu gostei muito do que o livro se trata. Nunca tinha lido ou visto uma história com um enredo parecido, então isso me deixou mais instigado a ler o livro. E pelo o que eu li na amostra eu posso dizer que eu gostei.

A história parece ser bem fácil de ler, e o ritmo faz com que a leitura flua bastante, e não torne algo maçante. Os personagens até o momento que eu li estão bem definidos, e parecem que foram bem desenvolvidos. A história tem a característica de muitos livros, que é a Jornada do Herói. Essa jornada ajuda muito para que o livro tenha sentido, e não seja uma história com partes que não se encaixam.

Estou bem ansioso para receber o ebook inteiro e ler o livro para conseguir compartilhar a resenha com vocês. Então vocês já sabem que vai vim resenha nova, e que a Editora Sinna é a nossa mais nova parceira. E espero que tenham gostado disso. E ai, você já leu este livro, o que achou?

Antes de você sair do post, visite as redes sociais da Editora Sinna, tenho certeza que vai gostar.

19 setembro, 2017

Playlist | Para se sentir bem


Eu estava vendo as notícias desse dia (19), e vi que um Juiz abriu uma brecha na lei que permite que psicólogos ofereçam a terapia de reversão sexual. Simplificando o caso, a homossexualidade voltou a ser tratada como doença. Este tratamento é proibido no Brasil desde 1999, e a OMS não considera a homossexualidade como doença mental desde 1990. A gente que faz parte da comunidade LGBTQ+ sente como isso nos ridiculariza, nos trata como "coisas", doentes, perversos, fora do "padrão". E a gente não pode ficar quieto, temos que lutar contra.

É uma reversão no Brasil, que não está nada bem neste momento. Mas como a gente luta contra eles? Assinando petições, compartilhando informações, indo contra. E tudo isso cansa, porque a luta não é fácil.

E pensando nisso, eu resolvi fazer uma playlist com músicas que me fazem sentir bem. E queria compartilhar, e espero que essa playlist ajude vocês também. Um beijo, e até a próxima.


12 setembro, 2017

Vai ficar tudo bem

Eu ficava pensando no que escrever pro blog, porque as vezes minha criatividade não ajuda. Porém eu pensei no que eu estava pensando (meio estranho, mas é assim mesmo), e eu vi que eu só pensava no futuro, e no que não vai dar certo. Então eu parei.

Eu estou escrevendo este texto para mim e para vocês. Na maioria das vezes escrever liberta tudo que eu sinto, e me deixa mais calmo em relação as coisas. E essa ansiedade louca de querer saber como tudo vai acontecer me deixa louco também.

E não é nada fácil, sabe? Eu fico criando caminhos futuros, possibilidades para as possibilidades, porque eu tenho medo de errar e aquele caminho não der certo. Eu fico pensando "se não der certo, eu tenho que ter um plano B.". E é isso que me deixa nessa paranoia.

É o medo de não passar de novo no vestibular, é o medo de não encontrar um emprego, é o medo de ficar mais um ano sem fazer nada. Eu não quero fazer nada, e eu tento não fazer nada, mas não está funcionando. Acredito que não é só eu que tenho este pensamento, e se você tem ele, saiba que tudo vai ficar bem.

Nessas idas e vindas no pensamentos, traçando possibilidades novas, eu parei e pensei com mais foco. Vai ficar tudo bem. Vamos deixar o tempo rolar, e ir de encontro com as possibilidades que vão vir. Sem plano B, C, D ou Z. Vamos ficar com o plano inicial, vamos ficar sem plano. Vamos se esforçar naquilo que achamos necessários para conseguirmos o que queremos, e se não der certo, tentamos de novo. É a nossa escolha, porém é a vida. 

Então vai ficar tudo bem, repita sempre essa frase na sua cabeça. Vai ficar tudo bem, não tenha medo. Vai ficar tudo bem, vai ficar tudo bem. E o meu coração se acalmou. 


Foto por Brenda Miller

05 setembro, 2017

Porque a vida vale mais 💛


Setembro é o mês da prevenção contra o suicídio, conhecido como Setembro Amarelo. E como meu blog tem um publico mais jovem, e como eu já passei por isso, resolvi compartilhar esta iniciativa de conscientização que acontece desde 2014.

Eu já passei por isso, mas como é uma ética da OMS não contar como, não vou relatar. Porém eu sei que começou por conta de outros problemas mentais que já me assolavam, e quando eles juntaram eu fiz coisas que não queria ter feito. Mas bem, passei por isso, e estou aqui hoje, vivendo a minha vida da melhor maneira possível.

Eu não gosto de dizer que passar por aquilo me fez quem eu sou hoje. Porque eu sei que eu poderia ter outros caminhos, mas eu infelizmente escolhi aquele. Só que hoje eu consigo pensar que acabar com a minha vida nunca ia me deixar tão bem quanto eu me sinto hoje.

A vida tem suas peças, tem seus obstáculos, e as vezes é realmente difícil de passar por alguns. Tanto que algumas pessoas não conseguem e veem a morte como solução. Porém eu digo, como prova, que não é. Meu caso não foi tão grave, porém eu quase fui uma estatística, e eu não quero isso para ninguém.

A gente precisa se conhecer melhor, a gente precisa ver que não são só duas opções. A vida tem várias opções, e a gente vai moldando elas no meio do caminho. Por isso que eu digo, lute, procure ajuda, não sofra sozinho.

Sofrer sozinho e guardar tudo para si é a pior coisa que já me aconteceu. E quando eu desabafei tudo que eu sentia para uma amiga, eu sabia que um peso enorme tinha saído das minhas costas. E como é aliviador. Sentir que sempre tem alguém que você possa contar.

O suicídio mata mais pessoas que a AIDS e que a maioria dos tipos de câncer. São 39 mortes por dia. E esse fato tem que mudar. 

Se você passa por um momento que acha que não vai mais conseguir passar, se você pensa que a morte é a solução. Ou que não tem mais saída, e que todos aqueles sentimentos dentro de você, os pensamentos, vão invadir toda a sua mente e você não vai segurar. Eu peço, do fundo do meu coração, procure ajuda.

Você pode achar que não tem ninguém que possa te ajudar, mas tem. São várias formas de pedir ajuda. Uma das mais disseminadas é o caso do CVV (Centro de Valorização da Vida). Com eles, se você estiver precisando de ajuda, pode utilizar o chat na internet, ligar para o 141, ligar pelo Skype, por email, ou enviar uma carta ou ir num posto de atendimento do CVV. Todas essas informações e outras você pode ter acesso, clicando aqui e visitando o site da CVV.

E também tem o site do Setembro Amarelo em si, com várias informações que podem te ajudar. Para acessar o site, bastar clicar aqui.

Eu quero dizer que se você precisar de algo, ajuda, conversa, eu estarei disposto para te ajudar. Mande um email, uma mensagem nas redes sociais. Eu vou estar de braços abertos para poder te ajudar, e conseguir te tirar desta fase. Vamos lutar pela vida.

Minhas redes sociais são essas:

Email: edsonlopes@totalmentejovem.com / Facebook / Twitter / Instagram 

Use elas para entrar em contato se precisar.

E se você não precisa de ajuda, porém quer ajudar tem várias maneiras. Compartilhando as ações do Setembro Amarelo nas redes sociais, coletando informações e se conscientizando e depois repassando tudo que aprendeu para seus amigos. Você consegue ajudar também, todos podem. 

É isso gente, espero que este post seja de ajuda para quem precisa, e incentivo para quem quer ajudar. É assunto sério e nós precisamos de conscientização. Até mais.

Totalmente Jovem © 2014-, Todos os direitos reservados. Design por Sadaf F K / Edson Lopes